JavaScript must be enabled in order for you to see "WP Copy Data Protect" effect. However, it seems JavaScript is either disabled or not supported by your browser. To see full result of "WP Copy Data Protector", enable JavaScript by changing your browser options, then try again.

Foi cada um pro seu lado

A mão treme pra eu marcá-la num texto que eu li. Sobre amores que já deram o que tinha que dar. Sobre sonhos que já se realizaram e outros que as pessoas já acordaram pra realidade. Eu voltei pra minha vida simples e pacata. Nem sei o quanto ela está indo bem. Tá cada um no seu mundo. Ninguém ultrapassa a linha do silêncio que diz muito. Foi um acordo silencioso sobre cada um seguir em frente. Cada um ir caminhar no seu próprio destino. Cada um dançar sua própria trilha sonora.

E mergulhar nas próprias lágrimas. Eu tô bem. Ela também. Eu acordo cedo. Ela nem sei. Eu sorrio em segredo lembrando que valeu a pena. A duras penas. Foi o que tinha que ter sido. Naquele momento. Naquelas circunstâncias. Naquele alinhamento estrelar. No karma. No livro de destino. Sei lá no que eu acredito. Mas foi do jeito que a gente merecia. Deu o que naquela hora era pra ter sido dado. Não jogo dados contra a sorte que a vida trouxe. Nem me revolto com o destino. Se uma dia voltar, mesmo que de passagem: amém. Se nunca voltar, era sim pra ter ido. Mas se ficar: amei.

Para acompanhar todos os meus textos, me siga no instagram: @victorofern

Comentários

Comentários